As opiniões de um consumidor para outro consumidor

10 gadgets que o Smartphone matou

O Smartphone matou muitos gadgets ou diminui o uso deles

Desde o surgimento do Smartphone, outros equipamentos antes considerados por alguns como essenciais, estão ao poucos desaparecendo das mãos dos aficionados por tecnologia.

E não é a toa. Eles são compactos e aglomeram todas as outras funções em um só dispositivo.
Listei a seguir alguns dos dispositivos que já caíram (ou logo cairão) nas mãos dos Smartphones.

1. Câmeras portáteis

 

A maioria dos smartphones estão com você o dia todo e negam qualquer razão para carregar uma câmera compacta, especialmente quando os resultados são praticamente os mesmos. Novos aparelhos
celulares
tem até mesmos seleção de cenas e gravam vídeos em alta definição.

2. Vídeo câmeras portáteis

10 gadgets que o Smartphone matou 1

 

Algumas pessoas até riem da ideia de usar um smartphone para gravar vídeos.

A qualidade é terrível e você não consegue segurar o aparelho sem tremer! Mesmo assim, você pode colocar alguns desses telefones celulares em um tripé para ter certeza de que o vídeo não tremerá.
Já o iPhone 4 tem uma câmera de alta definição de 720p.
E, do mesmo jeito que eles mataram a câmera digital, os smartphones permitem que você transmita uma gravação de vídeo para a internet diretamente e você sempre tem um com você.

3. Netbooks

10 gadgets que o Smartphone matou 2

 

A verdade é que o netbook foi uma moda de vida curta.
Além disso as diferenças entre Netbook e notebook acabou matando os netbooks.

Notebook – O termo mais conhecido. São os computadores portáteis que estamos acostumados a ver desde 1995, quando ganharam esse nome. Tem telas entre 11,3 e 17 polegadas, com pesos que variam de 1,8 a 2,5 quilos. Há alguns modelos para games que chegam a pesar quase quatro quilos.

Os processadores podem ter de um até quatro núcleos e muitos modelos possuem configuração de fazer inveja a desktops (computadores de mesa), como o Dell M15x, por exemplo.

Netbook – São portáteis com configuração modesta.

O processador roda tarefas do dia a dia (Pacote Office, acessa web via rede sem fio, cabeada e alguns modelos com chip 3G). A memória máxima é de 2 GB. Os discos chegam a 250 GB em alguns casos, mas o mais comum é 160 GB. Não há unidade gravadora de DVD e suas telas vão de sete a 10 polegadas

Seu peso não ultrapassa 1,4 quilo e, por consumirem menos energia, as baterias de alguns modelos chegam a durar até seis horas de trabalho ininterrupto

Um teclado apertado, baixa capacidade de processamento,
falta de suporte para jogos 3D e um sistema operacional deficiente como o Windows 7 Starter fizeram com que esse produto saísse de jogo.
Os smartphones são muito mais úteis para qualquer coisa que estes aparelhos podem fazer, com
exceção de longos documentos de texto, o que utilizamos o laptop para fazer.

4. MP3 Players

10 gadgets que o Smartphone matou 3

 

Se lembra destes? A Sony ainda insiste em faze-los, apesar de seu celular ser um aparelho muito melhor
para ouvir música – músicas estão há uma tecla de distância, amplo espaço de armazenamento e você ainda pode navegar a internet ou ver um slide show enquanto ouve as músicas mais recentes.

5. DVD Portáteis

10 gadgets que o Smartphone matou 4

 

Outra relíquia de uma era passada, o DVD portátil é um aparelho de um único uso e com armazenamento
limitado. Um smartphone te permite comprar filmes em qualquer lugar e você pode gravar seu próprio material conforme desejar.

6. Porta-retratos digitais

10 gadgets que o Smartphone matou 5

 

O Motorola Backflip tem uma articulação que permite que você o posicione horizontalmente e o use como um
porta-retratos.

O novo smartphone Nokia N8 também tem um suporte com a mesma função.

Slide shows podem ser vistos diretamente da internet e a resolução da tela é suficiente para aquelas fotos de família na praia. Além disso, você pode usar o aparelho para tirar as fotos ou vídeos e depois usá-lo para mostrá-las.  

7. Agendas eletrônicas (PDA)

10 gadgets que o Smartphone matou 6

 

Surpreendentemente, já houve
lugar no Mercado para as PDAs, conhecidas como agendas eletrônicas ou
assistente pessoal digital. A Palm introduziu o produto no mercado e foi a mais
utilizada. Não há mais uma necessidade de um aparelho dedicado para sua
organização, uma vez que os smartphones também tem agenda, contatos, listas de
tarefas e muito mais.

8. Videogames portáteis

10 gadgets que o Smartphone matou 7

 

A Nintendo está
desenvolvendo um sistema de jogos portátil que tem display em 3D, e vou admitir que até soa atraente. Mas, pra que? A razão: plataformas como o Google Android e o iPhone OS tem tido uma ótima performance quando o assunto é jogo, os jogos estão tão bons quanto ou até melhores e você pode instalá-los facilmente.
Ainda a favor dos smartphones, um jogo de 5 minutos com uma resolução ok que custa 2 dólares é melhor que um de 20 dólares que faz você espremer os olhos pois está tentando ser um jogo de PS3.

9. Gravadores de voz

10 gadgets que o Smartphone matou 8

 

Esses aparelhos singulares da Sony e outros fabricantes ainda existem, mas não tenho certeza do porquê.
Nós supomos que nem todo usuário de iPhones e outros smartphones sabe que eles possuem um gravador de voz mais do que adequado embutido e com espaço suficiente para várias gravações.

10. GPS

smartphone-nokia

 

A Garmim e outras empresas já sabem o que está por vir – e é por isso que eles estão desenvolvendo smartphones que funcionam como aparelhos GPS dedicados.

Mas quase todo smartphone tem GPS embutido, com uma grande gama de aplicativos disponíveis,
navegação por voz e opção de atualização de mapas via wi-fi.

E ainda mais, você pode usar um suporte no carro para seu smartphone, e quando chegar no lugar, basta tirá-lo do suporte e dar uma volta sem se perder

você pode gostar também

Deixe uma resposta