iphone 11 pro max branco

iPhone 11 Pro Max vale a compra ainda?

iphone 11 pro max branco

iPhone 11 Pro Max foi lançado em 2019. O iPhone 11 Pro e o iPhone 11 Pro Max, chegaram com uma ambição renovada na seção fotográfica onde está uma grande novidade: passamos de dois para três sensores.

O design muda justamente por causa desse novo sistema de câmeras, mas também estamos diante de um iPhone mais potente e versátil que vem com as novidades mais interessantes.

Design: você reconhecerá o iPhone 11 Pro Max por suas câmeras

Ainda não falaremos das câmeras dos novos Apple iPhone 11 Pro e 11 Pro Max pelo seu potencial fotográfico, mas pelo fato de que serão, sem dúvida, uma marca registrada desses novos modelos em relação aos seus antecessores.

Basta transformar esses novos telefones topo de linha da Apple para deixar claro que estamos falando dos mais recentes deste fabricante. O novo sistema de câmeras na parte traseira utiliza uma configuração já comentada há meses e que finalmente foi confirmada: um quadrado com uma ligeira saliência na qual os três sensores são colocados em uma disposição triangular única.

Essa nota diferencial é, como dissemos, o mais importante de alguns designs que na seção física herdam muitas das características da linguagem de design físico do iPhone. Claro, existem notas pendentes.

Por exemplo, a utilização de um vidro mais resistente nesses novos modelos, o que permite, segundo o fabricante, obter maior resistência a choques e impactos.

Esse projeto também ganha inteiros em resistência à água, e os responsáveis ​​pela Apple indicam que suas garantias vão além da certificação IP68 que permite que esses celulares fiquem submersos por 30 minutos a uma profundidade de até 4 metros.

Há mais uma novidade marcante no verso, que é a eliminação da palavra “iPhone” que aparecia em todos os telefones do fabricante durante anos: em vez disso, os novos modelos terão o logotipo da Apple, a famosa maçã mordida, mas seu situação muda para ficar em uma posição mais centrada.

No novo iPhone 11s pro max e Pro Max também encontramos outra mudança relevante: a espessura aumenta e vai de 7,7 mm dos Xs e Xs Max do ano passado para 8,1 mm deste ano, algo que entre outras coisas permite espaço para um maior bateria de capacidade.

A Apple não compartilhou esses dados, mas em breve poderemos confirmar se de fato a bateria mudou de forma sensata ou não em termos de capacidade, e é claro que as promessas feitas na apresentação parecem deixar claro que a bateria cresceu em capacidade.

 

Aproveite e compre o iPhone 11 PRO EM OFERTA

 

Telas brilhantes dizem adeus ao 3D Touch, Face ID melhorado

Os novos iPhone 11 Pro e iPhone 11 Pro Max apresentam telas OLED de 5,8 polegadas e 6,5 polegadas, respectivamente, que são uma evolução em relação aos do ano passado, mas agora são chamados de Super Retina XDR. Eles são caracterizados por um contraste de 2.000.000: 1, por um brilho máximo de 1.200 nits (em HDR, são 800 nits no modo normal, o que já é excelente) e por serem 15% mais eficientes em termos de energia.

Essas telas OLED têm suporte para HDR, são compatíveis com a tecnologia True Tone Display e se destacam por também oferecerem suporte a uma ampla gama de cores (P3). No entanto, há algo que desaparece neles: a Apple parece dizer adeus ao 3D Touch.

Essa é, aliás, uma aposta que conta com o suporte do novo sistema operacional móvel da Apple, o iOS 13, que já introduziu recursos para emular parte das funções do 3D Touch através do Haptic Touch que foi mencionado em um resumo dessas funcionalidades.

No iPhone Xr do ano passado já havia a decisão de eliminar o 3D Touch, e agora são esses modelos que também se livram de uma tecnologia que parecia condenada desde que WWDC 2019 foi realizado e iOS 13 foi falado nesta área.

 

Total
2
Shares
Related Posts
Advertisment ad adsense adlogger